"I´m a princess! And this is not how a princess is supposed to look!"

Sariu no Facebook

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Ainda agora começou e já estou que nem posso...


Dou por mim a pensar na primeira semana “inteirinha” do ano, digo isto porque ultimamente tem sido só rambóia, festarolas e férias. Bem sei que num dos meus últimos post desejei veemente a segunda-feira, mas vistas bem as coisas, três dias depois, estou novamente no meu rame rame de miserável mãe-profissional-mulher-dona-de-casa-e-tudo-e-tudo e estou que nem posso!
Quero ir pra casa fazer nadinha… quero ter 12 horas de sono que nem os bebés, sem os: ó mãããããnheee tenho fome! Ó mãããããnheee onde está isto ou aquilo! Ó mãããããnheee anda cá! Ó mãããããnheee chega-me isto! Ó mãããããnheee… ó mãããããnheee… sem colos, sem comidas, sem roupas, sem esfregonas, e sem gaijo já agora.
Quero pegar no meu carro e ir. Ir a ouvir as minhas músicas bem alto e a cantar (chamemos-lhe assim), a bracejar, como só eu sei fazer, sem aquelas grafonolas sempre aos guinchos, pela simples razão porque sim. Preciso de fazer um refresh, não estamos no novo ano? Talvez fosse melhor começar tudo de novo.
Eu juro que seria mais feliz! Bastava só um dia, vá lá, dois, ou três, ou quatro, uma semana, pode ser? E para facilitar a vida aos meus apêndices até já tenho solução. Segundo sei, um aluno de doutoramento da Universidade do Algarve criou uma impressora 3D, um aparelho que permite a criação de objetos tridimensionais a partir de um design feito no computador. Ora esta verdadeira maravilha pode bem ser usada para me clonarem, em mando umas fotos minhas de frente e de perfil, fica apenas por desenvolver a voz e os movimentos. Bem vistas as coisas o homem-bala dispensa bem a primeira, e quanto aos movimentos arranjam uma máquina de lavar ou uma ÿammi, que faz mais ou menos a mesma coisa. Também uns dias não custa nada!
A história repete-se e voltei a acordar a Marquesa R num frenesim pavoroso, a coitada da miúda fica de tal maneira terrificada, que bem se vê que ainda está a dormir, mas mesmo assim a deambular, saca duns palitos para manter os olhos abertos e movimenta-se sem qualquer raciocínio. Um dia destes lava os dentes no bidé e penteia-se com o piaçaba!
Vale-me a marquesinha, que acorda bem-disposta e como faço dela o que quero, parece um saco de batatas, só tem tempo para me parafrasear, -“Páááxa" (despacha-te) - repete ela as minhas sucessivas investidas à Marquesa R!
Nos entretantos, perguntam vocês, e o Homem-bala não ajuda? Ajuda pois, trata dele na perfeição!
Eu mais pareço um zombie, saído de um filme do Tarantino, sem tempo para vestir o meu melhor “talher” (taier), para me besuntar de cremes e eyeliner´s e toda aquela palete que esfregamos na tromba e num ápice nos torna a mulher fatal! Eu sou gaija para sair com o cabelo à Tina Turner ou com um sapato de cada cor! Isto de manhã, porque ao final do dia, entre ballets e teatros e danças e o diabo a quatro, viro “meio chenesa” e pareço uma ventoinha a bufar para todos os lados!!
Aceito viagens para os seguintes destinos: Caraíbas, Maldivas ou qualquer outro onde não haja tempestades com nome de gaija!

Sem comentários:

Enviar um comentário