Avançar para o conteúdo principal

Start 2014

2013 foi um ano declaradamente penoso, com uma grande deceção, sentida dor, tanta dor, que pela primeira vez achas que tens coração e que de certeza ele vai mesmo partir-se em infinitos bocadinhos pela força da explosão, momentos ocos em que não percebes a tua cegueira, momentos em que te questionas “porquê eu?”. Vês amigas a sofrerem com verdadeiras perdas que se fossem tuas, essas sim eram irreparáveis e sentes-te sem forças para dar força! Mas foi também o ano em que me apercebi, que ninguém merece tanto penar. Dei por mim a pensar: “És parva ou quê?”- de um momento para o outro comecei a valorizar-me, a achar-me realmente boa naquilo que sou. É pá, que se lixe tudo o que não interessa!
Ganhei tanto mais, ganhei novos amigos, ganhei sorrisos e abraços, ganhei uma sobrinha, mas acima de tudo mantive, mantive os velhos amigos, a família, o trabalho, Feliz e realizada, é assim que me sinto agora. Percebi finalmente que nada é garantido, apenas o amor incondicional que tens pelos filhos e vice-versa, genuíno, sem permuta e sem pisar. Apesar de padeceres, noite e dia, educas segundo os valores que adquiristes e sabes que isso dá trabalho, mas que mais tarde ou mais cedo vais ser recompensada. Nessa altura encontras ainda mais razões para amar a mãezinha e pensas como ela foi e é uma heroína.
Bem, e no final do amargurado ano retomei a encarcerada boa disposição, a minha alegria, as minhas gargalhadas, conquistei a felicidade e conservei a minha autonomia.
Agora espero que 2014 seja um ano Putrefacto de Bom, e quem quiser gosta que não gostar arruma pro lado!

Comentários

  1. Talvez não tenha sido uma perda. Talvez tenha sido apenas um esclarecimento. Uma arrumação da vida. Costuma dizer-se que o mar devolve à praia aquilo que não lhe pertence. Talvez tenha sido só isso. Doí como para caraças, e entristece, e mata um bocadinho. Mas é sempre uma aprendizagem. Um crescimento.

    ResponderEliminar
  2. That's the WaY! A Receita para 2014 em diante é a seguinte, Ingredientes:

    1 - 100gr da tua inesgotável energia;
    2 - 5 colheres de sobremesa do teu bom sentido de humor;
    3 - 25ml de palavras bonitas da "R";
    4 - 1 colher de sopa de abraços incansáveis da "M";

    Preparação: Pegas na Bimby, misturas tudo isso e continuas a ser a mulher que és!

    ResponderEliminar
  3. É isso Sara! "Vamos em frente que atrás vem gente"! Com as coisas menos boas, sofremos, aprendemos e ficamos mais fortes, mais sábias. E vivam os momentos felizes!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Carta aberta ao Kiko

Estimado Papa Francisco, Ao que parece o Santo Padre tem marcada visita a este país à beira-mar plantado, já amanhã e estende-se até sábado. Creio ser seguro afirmar que nunca antes tivemos Portugal tão divulgado e com segurança tão apertada. Não posso, no entanto, deixar de colocar fortes reservas à Sua vinda. É certo que é um ser adorável, e é inegável que isso, juntamente com o êxito do Salvador (e não, não estou a falar do Todo-Poderoso, ou de qualquer outro Santo que veio para salvar este humilde povo, falo do Sobral, o tal que está a por o mundo a chorar, mas com música), contribui e muito para prestigiar o nome de Portugal lá fora. Mas mobilizar a função pública e outros tantos devotos a irem fazer grandes caminhadas para nem passar cá umas míseras 24 horas?! Ó Santo Padre! Então nem fica para ver o Salvador na Final? Mas olhe que faz mal. Se não vejamos, não me acredito que o Santo Padre, Senhor Papa Francisco, e permita-me que o trate por Kiko (cá em Portugal temos muito o h…

Um objeto estranho-improvisado

A situação em que nos encontramos é tão grave que eu não percebo que se gaste tanto tempo a esmiuçar um assunto menor como o surto de sarampo ou o derby que se avizinha e tão pouco ou nenhum a discutir a ameaçada de bomba desta madrugada que motivou a evacuação de três prédios no Porto. À primeira hora desta manhã, a CM Tv lança o ALERTA, comunicando a presença de um “objeto estranho” e anuncia a evacuação de “entre 20 a 30 pessoas” das suas casas. Não se perdoa à repórter o facto de não ter perguntado aos evacuados a que prédios pertenciam. Ora se são três prédios e 20 a 30 desalojados, ficamos sem perceber muito bem se os três prédios tinham uma média de 10 moradores por prédio, ou se alguém estaria ali só naquela noite, ou até se um prédio aloja mais evacuados do que o segundo ou terceiro. Ficamos sem saber, o que é uma pena. E isto é que deixa uma pessoa chateada, a falta de detalhe que às vezes falta a esta estação de televisão. No fundo é por causa de omissão de informação como e…

A bicha anda muito saída!

O que se passou foi o seguinte, homem-bala decidiu fazer uma pequena remodelação à mansão do bicho-bicha, agora bicha-sem-nome. Pelos vistos o T0, não seria suficientemente espaçoso dada a velocidade estonteante de crescimento com que nos brinda. Vai daí resolve enveredar pela arte da carpintaria e produzir a mansão (terrário) para a bicharoca. Semanas depois nasce um tenebroso caixão preto, que homem-bala entende, deve fazer parte da decoração da sala. Gesticulei, gani, espingardei, mas de nada me valeu. Rebentou a escala da persistência e convenceu-me que se tratava de uma decisão provisória até que a cave esteja pronta (tarefa aliás que lhe está designada). Por outro lado, nas entrelinhas, já foi dizendo que a cave tem pouca luz e tal… Nada disto seria realmente crítico, não fosse o facto de, dadas as dimensões do caixão, este estar precisamente em frente à mesa de jantar, e portanto, ter o deleite de me lambuzar com vistas para o deserto. Querem mais espetacularidade? Continuando…par…